O que está por trás do caso Flávio Bolsonaro

Antes de mais nada é importante frisar que todos os casos suspeitos envolvendo políticos, quaisquer políticos, devem ser investigados. Todos, sem exceção. Dito isso, não podemos deixar de notar a forma preocupantemente seletiva com a qual este caso de Flávio Bolsonaro vem sendo tratado. A denúncia que deu início a todo o processo se refere a movimentações financeiras atípicas na Assembleia do Rio de Janeiro. As movimentações de Flávio aparecem em 17° lugar (com R$ 1,3 milhão), atrás de nomes do PT (R$ 49 Milhões) e PSOL (1,7 Milhões). Os mesmos partidos cujos representantes e militantes fingem indignação 24hs por dia com o caso de Flávio. No entanto, as investigações sobre esses outros nomes (que chegaram a movimentar 37 vezes mais que o gabinete de Flávio, recebem pouca ou quase nenhuma atenção. Há ainda outras características no mínimo peculiares à essa investigação, como o fato de o processo correr em segredo de justiça mas mesmo assim as informações (só sobre Flávio) serem constantemente vazadas para a imprensa e, segundo Flávio, a filha do juiz que autorizou as buscas, trabalhar no gabinete do Governado Witzel do RJ, desafeto de Bolsonaro. O ponto é, ou Flávio é culpado ou inocente, terá que se defender dentro do processo de todas as acusações feitas pelo MP. Caso seja culpado, que arque com as consequências, como o próprio presidente diz: “vou lamentar, mas se errou tem que pagar”.

O problema é que a mídia e os inimigos do governo parecem ter se mobilizado não para punir Flávio por seus supostos crimes, mas sim para fazer com que essa história suje o máximo possível a reputação do próprio Presidente da República e desestruture o governo. A atenção quase exclusiva à Flávio, escondendo as outras 16 movimentações maiores, e a condenação dele na mídia antes mesmo que apresentasse sua defesa, são provas cabais desta intenção. O excelente governo Bolsonaro tem muitos inimigos e muitos que gostariam que as coisas voltassem como eram. Se acredita que estão atrás de combater a corrupção condenando o filho do presidente, então não está prestando atenção.

Frederico Rodrigues

Escritor, Tradutor e Comentarista Político. Membro da Direita Goiás e Conservadores Pela Liberdade.
Colunista do Jornal da Cidade Online e Graduado em Direito.
Nascido nos anos 80, criado nos anos 90. 

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/fred_rodrigues

Comentários

Mais em Direito e Justiça