Não tem o que reclamar do Governo? Invente! - A regra de ouro da imprensa

Imagine que você gastou todas as suas forças tentando convencer a população de que o candidato da direita era o mais despreparado, o mais agressivo e imprevisível e que ele seria responsável por provocar uma guerra social no País ao mesmo tempo em que isolaria o Brasil do restante do mundo com seu autoritarismo e intolerância.

Só que apesar dos seus esforços, ele ganha, e passa a administrar o país com sobriedade. Os assassinatos têm redução de mais de 22%, os estupros de 12%. Obras são retomadas e concluídas em tempo recorde, reformas que se arrastavam há anos são aprovadas em 9 meses. Empregos voltam a ser gerados, a economia cresce acima das expectativas e a indústria começa a ativar seu maquinário antes parado. Além disso, o presidente é recebido com admiração e honras nos países onde visita e fecha importantes acordos de cooperação e de comércio.

Hora então de você reconhecer que errou e que o presidente está fazendo um bom trabalho, correto? Hora de fazer críticas sensatas e apoiá-lo em seus acertos, certo?

Não se você for a grande mídia brasileira. Ainda tonta pela perda de credibilidade e pela surra que levou nas urnas em 2018, nossa imprensa tem se dedicado a fabricar notícias ruins para suprir a falta da realidade que ela prometeu e não veio. Todo dia a imprensa tem se dedicado e se dividido entre esconder os acertos e fazer previsões catastróficas que nunca se realizam.

A capa da Veja essa semana é um exemplo disso. Divagando sobre a possibilidade de uma ditadura, sem o menor nexo. Abandonaram o jornalismo e agora se dedicam a elaborar teses que sirvam de capim intelectual para a militância de esquerda. Uma vergonha.

Não acreditem que irão mudar tão cedo. Preferem que o país quebre do que assumir que estão errados. Mas felizmente, não precisamos dessa mídia para nada. A cada dia que passa, há mais e mais informação de qualidade em lugares que não colocam sua birra política acima do bem do Brasil.

Frederico Rodrigues

Escritor, Tradutor e Comentarista Político. Membro da Direita Goiás e Conservadores Pela Liberdade.
Colunista do Jornal da Cidade Online e Graduado em Direito.
Nascido nos anos 80, criado nos anos 90. 

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/fred_rodrigues

Comentários