Alta do preço da Carne. Afinal, de quem é a culpa?

É impossível uma alta de preços ser popular. Sabendo disso, os inimigos do governo já se mobilizaram para colocar na conta de Bolsonaro essa subida abrupta de preços. Mas é realmente culpa do presidente?

A resposta é não. Há muito pouco que um presidente pode fazer para controlar os preços de produtos no mercado interno. E há menos coisas ainda que um presidente DEVA fazer. O congelamento de preços pedido por alguns, já nos mostrou seus resultados no passado, quando essas políticas econômicas causaram inflações estratosféricas e, aí sim, impossibilitavam completamente que o salário acompanhasse o custo de vida.

Para entender o porquê deste aumento, precisamos olhar para a China. O país com mais de 1,3 Bilhão de habitantes perdeu boa parte de sua produção de porcos devido a uma peste suína. Como é o maior mercado consumidor de proteína animal do planeta, uma alta na importação por parte dos chineses, pode sobrecarregar nossa capacidade produtiva. Junte-se isso ao aumento da procura por parte dos Emirados Árabes e da Rússia e tem-se a receita para um aumento.

A demanda no mercado interno também cresce no fim do ano, o que contribui para aumentar os preços. Não há risco de desabastecimento, mas como geralmente é mais lucrativo ao produtor exportar, a oferta de carne para o Brasil diminui.

Faz pouco ou nenhum sentido então, culpar um governo que está justamente trabalhando para cortar impostos e aumentar a produtividade de todos os setores (mais produtividade = menores preços). A alta se deu por conta de um conjunto de fatores alheios ao controle governamental. Inclusive a alta do dólar e especulação dos próprios produtores.

O governo também já estuda importar carne para equilibrar os preços. A parte boa é que com o fim das festas de fim de ano, há o aumento da oferta nos primeiros meses de 2020, o que indica que o preço deve cair.

Frederico Rodrigues

Escritor, Tradutor e Comentarista Político. Membro da Direita Goiás e Conservadores Pela Liberdade.
Colunista do Jornal da Cidade Online e Graduado em Direito.
Nascido nos anos 80, criado nos anos 90. 

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor acessando: apoia.se/fred_rodrigues

Comentários