A decadência da França

País vira as costas para o Cristianismo e destrói sua história

Inacreditável! Uma das obras mais bonitas da humanidade, com mais de 850 anos de idade (começou a ser construída em 1150), consumida pelas chamas. Obra que nem os generais nazistas tiveram coragem de destruir durante a 2ª guerra.

Mais inacreditável ainda é a inação de políticos e do povo francês diante dos frequentes ataques à Igrejas Católicas em seu território. A França parece ter entrado num estado de espírito onde tudo precisa ser respeitado, com exceção da tradição e da fé cristã.

Há menos de um mês, a Igreja de São Sulpício foi vítima de um incêndio criminoso. Nada foi feito a respeito, quase nada divulgado na grande mídia. 2019 está batendo o recorde de ataques contra Igrejas Católicas na França, cujas autoridades dizem não saber o porquê... Imigração descontrolada acompanhada de intolerância religiosa não é acidente, é política. É planejado.

Uma das mais belas catedrais, símbolo da fé cristã, pegar fogo justo na semana santa, durante uma explosão nos índices de ataques ao cristianismo, não tem nada de acidental. O descaso dos políticos e líderes progressistas franceses em proteger a própria história tem papel fundamental nessa perda irreparável.

A França talvez ainda não saiba, mas também está sendo consumida pelo fogo na Notre Dame.

Frederico Rodrigues

Escritor, Tradutor e Comentarista Político. Membro da Direita Goiás e Conservadores Pela Liberdade.
Colunista do Jornal da Cidade Online e Graduado em Direito.
Nascido nos anos 80, criado nos anos 90. 

Comentários